Notícias Pet

Você sente frio? Seu pet também!

By  | 

Você olha para aquela bola fofa de pelos que faz a alegria da sua casa e da sua vida e imagina que ele está protegido do frio. Ledo engano! Mesmo animais de pelos longos sofrem quando os termômetros baixam. As variações de temperatura que estamos sofrendo ultimamente são bruscas e podem causar sofrimento e diversos problemas respiratórios.  Como evitar isso? A Dra. Tais Novaes, líder veterinária da Hill´s Pet Nutrition, dá cinco dicas importantes para manter o seu primeiro pet saudável nessa época do ano:

Não deixe seu pet ao ar livre
Se você estiver sentindo frio, pode ter certeza que seu pet também estará.  E tanto faz se ele tem pelagem curta, média ou longa: quando bate o frio, todos precisam de abrigo. Não deixe seu bichinho ao ar livre e providencie um lugar quentinho para ele – de preferência coberto e sem passagem de ar.  Ofereça uma casinha, tapetes, colchonetes, cobertores e, para os que aceitam,  roupinhas adequadas para que eles possam dormir tranquilos.

Passeie em horários mais quentes
Ao contrário do verão, quando devemos evitar passeios perto do horário do almoço e começo da tarde – quando o piso das calçadas pode ficar tão quente a ponto de machucar os peludinhos – nos meses de outono e do inverno o horário a ser evitado é o começo do dia e o final da tarde e a noite, quando faz mais frio.  O  ideal é que os bichinhos passeiem em horários de temperatura mais agradável e com um pouco de sol.

Uma boa alimentação
Todo mundo sente mais fome nos dias de frio, certo?  Seu pet também. E o motivo é simples: em geral, há um gasto energético maior durante os dias frios. Isso significa que é preciso mudar a alimentação dele?  De acordo com a Dra. Tais
, se o seu animal tem uma alimentação completa e equilibrada, você não precisa se preocupar em mudar a dieta nesse período. “Se ele já mantém uma alimentação balanceada, de acordo com o porte e idade, ele deve continuar recebendo a sua porção habitual”, explica.

Fique atento aos sintomas
Se mesmo com esses cuidados o seu pet apresentar qualquer sintoma que se assemelhe ao de um resfriado – como tosse, espirro, febre e falta de apetite – é hora de procurar o veterinário. O mesmo conselho vale caso você perceba que ele está com muito frio e tremendo, mesmo que você tenha feito tudo para aquecê-lo.

Vacine seu pet
O melhor é sempre prevenir. Para isso, já existem vacinas seguras contra a gripe, que podem ser aplicadas anualmente e que ajudam a prevenir a doença.

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>